A ARCA - A arte em ser do contra!
 
Menu du jour! Tutu Figurinhas: o nerd mais bonito e inteligente dessas paragens destila seu veneno! GIBI: Histórias em Quadrinhos, Graphics Novels... é, aquelas revistinhas da Mônica, isso mesmo! PIPOCA: Cinema na veia! De Hollywood a Festival de Berlim, com uma parada em Nova Jérsei! RPG: os jogos de interpretação que, na boa, não matam ninguém! ACETATO: Desenhos animados, computação gráfica... É Disney, Miyazaki e muito mais! SOFÁ: É da telinha que eu estou falando! Séries de TV, documentários... e Roberto Marinho não está morto, viu? CARTUCHO: Videogames e jogos de computador e fliperamas e mini-games e... TRECOS: Brinquedos colecionáveis e toda tranqueira relacionada! Tem até chiclete aqui! RADIOLA: música para estapear os tímpanos! Mais informações sobre aqueles que fazem A Arca Dê aquela força para nós d´A Arca ajudando a divulgar o site!
Artigo adicionado em 29/08/2006, às 06:56

OS 65 ANOS DO HOMEM BORRACHA
Vai durar assim lá longe! Há três anos atrás, este, que vos escreve, teve a pachorra de fazer um especial sobre o Homem Borracha, um personagem que, pasmem, tem fãs (vide os orkuts da vida). Só que poucos, para não dizer quase ninguém, faria um material detalhado. Movido por uma paixão nerd, eu não segui […]

Por
Bruno "Benício" Fernandes


Há três anos atrás, este, que vos escreve, teve a pachorra de fazer um especial sobre o Homem Borracha, um personagem que, pasmem, tem fãs (vide os orkuts da vida). Só que poucos, para não dizer quase ninguém, faria um material detalhado. Movido por uma paixão nerd, eu não segui o costume da ‘datas redondas’. Agora, em agosto, mês em que “Plas” (diminutivo de Plastic Man, nos EUA) completa 65 anos, resolvi complementar o antigo especial, principalmente com as histórias principais e novidades (e como tem!) dessa figura, que apesar de ter saído da LJA, continua mais vivo do que nunca.

:: Salvador da Pátria

Em JLA 61 (LJA 4), inicia a nova equipe de criação, com Joe Kelly no roteiro e Doug Mahnke nos desenhos, e a primeira história gira em torno de dois minutos antes que cada um da Liga seja chamado para uma missão contra Abra Kadabra e seus monstros, derivados de uma ciência que se confunde com mágica. Com a equipe original dando conta dos titãs e não podendo vencer Kadabra sem matá-lo, Batman sugere ao grupo que chamem o ‘suporte’ para resolver isso. E eis que surge Homem Borracha para salvar o dia, ao retirar do corpo do vilão o causador de toda a bagunça da cidade.

:: Super Pai

Na edição 65 de JLA (LJA 8), Batman e Borracha estão em Gotham, fazendo o de sempre: lutando contra o crime. Mas na verdade, o piadista precisava de uma mãozinha do morcegão em Chicago, para retirar da criminalidade Luke McDunnagh, o filho de uma ‘amiga’ sua. O que Eel disse para Bruce é que Luke, na verdade é seu filho.

Mas isso é fácil de deduzir, já que o garoto possui os mesmos poderes que o pai, mas com algumas diferenças. Luke se transforma em coisas em coisas mais sólidas (inclusive na aparência) e pode mudar de cor. É claro que Borracha ficou ‘pê da vida’ com essa observação de Batman entre um e outro.

A revista trata com seriedade esse assunto que muda com a cronologia do personagem para o futuro. Na página 15 da edição americana, Batman comenta com Borracha que sempre achou que ele seria um pai melhor que Clark (Superman), porque ele faria a criança rir o tempo todo. Na página 20, Eel chora ao ver Bruce incentivando o garoto a sair da criminalidade e no fim da história ainda leva uma lição de moral do morgego.

Uma coisa legal que também é abordado é a mudança de cor do Homem Borracha, na última página, mostrando que só não muda de cor porque não tem graça!

:: Highlander

Na saga Era Obisidiana, que vai das LJA 13 à 19 (JLA 69 à 76), os ‘Melhores do Mundo’ voltam 3 mil anos no passado com a magia de Tempest e a ajuda de Zatanna, para resgatar Aquaman, em Atlântida, e que foi dado como morto no presente.

Chegando no continente perdido a equipe é tida como vilã por Gamemnae e sua Liga Ancestral, defensores do povo atlântico. Durante o confronto das Ligas, a LJA sofre a pior. Todos os medalhões morrem e Kyle Rayner faz um acordo com Corvo Manitu, membro da outra Liga, que, após descobrir os reais motivos da líder de seu grupo, pede o coração do Lanterna Verde, prometendo que ressuscitaria a LJA na hora certa.

Homem Borracha, que também estava no meio da luta teve um destino pior. Enquanto aprisionava Rama Khan, envolto ao seu corpo, Gamemnae o transforma em pedra e Tezumak desfere um golpe, deixando o herói e pedacinhos (JLA 74 – LJA 17).

Com os acontecimentos do passado, o presente também é afetado, como a Atlântida que emergiu das profundezas do oceano. Então Manitu, no presente, ressuscita a LJA, nos seus corpos cadavéricos para enfrentar Gamemnae, que absorveu todos o membros da Liga Ancestral e não se alimenta de corpos mortos. A LJA derrota a vilã com a ajuda dos membros reservas e a Liga volta ao presente com seu corpos reestruturados. E é dessa maneira que Borracha é resgatado. Com Atlântida no presente, Nuclear, que estava entre os reservas escalados, recebe a missão de resgatar todas as partículas do herói que ficaram submersas nas imediações do pequeno continente, por 3 MIL ANOS!!! (JLA 76 – LJA 19). Daí mais um dado: Homem Borracha é, praticamente, imortal.

Vivo em forma de pedacinhos, sem conseguir se reagrupar, por centenas de anos, Eel enlouqueceu mais do já que é e com tanto tempo de sobra parou para pensar em sua e avaliar seus valores (valores?!). E após voltar a sua forma habitual, ele divulga para a Liga sobre seu filho e que vai deixar de ser super-herói para se tornar pai por tempo integral.

:: Volta com estilo

Na saga Prova pelo Fogo (JLA 84 á 89 – LJA 26 á 30) J’onn J’onnz sai da Liga, na mesma época em que Eel saiu, para resolver sua fobia pelo fogo, fato que prejudicou o grupo na saga passada. E com a ajuda de Aubrey, mais conhecida por Chama, J’onn vence seu medo mas, sem saber, também desperta dentro de si, uma antiga forma de sua raça: Fernus, o incandescente.

Com a consciência do marciano em seu poder, Fernus pretende incinerar o planeta e tendo um dos principais poderes de J’onn, a telepatia, o monstro consegue prevê o que cada herói pensa, além de manipulá-los através da mente.

Como sempre, Batman a tempo do poder de Fernus e vai atrás do único que pode resolver. Um doce para quem descobrir! Para decepção do homem-morcego, Eel se auto-bloqueou para não se lembrar de quem é. E agora atende pelo nome de Ralph Jones (JLA 87 – LJA 28).

Depois de muita insistência, Batman desiste e volta para ajudar o restante da equipe. Mas o filho de Eel, Luke, se desculpa com Batman pelo seu pai e o herói responde que ele não é o culpado, pois seu pai esteve tempo demais longe dele e agora quer compensar tudo.É aí que Luke entra em ação, incentivando o seu pai a retornar ao que era e o quanto ele era importante para o grupo.

Com a Liga derrotada e Batman prestas a se espatifar no chão, surge Borracha em forma de Marvin o Maciano e salva o herói. Fernus tenta segurar o piadista, mas não consegue e a teoria de Batman funciona: O incandescente não tem controle o de alguém que age sem pensar e Borracha é pura inspiração, além de seu cérebro não ser mais orgânico, portanto, intocável pela telepatia.

E com sua ajuda, segurando todo o chumbo grosso, a LJA se recompõe e evita os mísseis que iriam atingir a cidade e o Caçador de Marte volta a tomar conta de corpo, destruindo seu antepassado, outrora adormecido.

:: Fase Kyle Baker

Em 2004, a DC apostou na revista solo do Homem Borracha e o artista Kyle Baker foi o responsável pelos quadrinhos, onde resgatou certas coisas do personagem clássico de 1941, como o “sidekick” Woozy Winks e a agente Morgan, par romântico de Eel na Era de Ouro, mas com algumas mudanças como o fato dela ser uma agente do FBI.

Uma outra coisa que Baker mudou é em relação de Eel ter uma filha no universo de seu gibi. A única diferença é que Edwina, sua filha, é adotiva e adolescente. Confusão em dobro!

A editora apostou e não se arrependeu. O quadrinho ganhou quatro vezes o Eisner, o Oscar dos Quadrinhos, por melhor título novo (2004) e melhor título para público jovem (2005) e de melhor escritor/ ilustrador de humor (2005 e 2006)para Baker.

Se fizer uma lista dos melhores desenhistas do personagem, o primeiro seria Kyle Baker, por cumprir o que disse: abusar dos poderes do personagem, Jack Cole seria o segundo, por ser o criador do Borracha e Doug Mahnke o terceiro, por entender o espírito dele. Agora o pior seria George Perez, porque parece que ele não tem paciência para desenhá-lo. Só faz ele esticar o pescoço e os braços e pernas. Mas para desenhar aquela porrada de personagem bunda ele tem saco!

:: Miscelânea

Um assunto que eu não abordei no primeiro especial, por falta de fontes, foi a participação do Homem Borracha no All Star Squadron, um grupo de super-heróis da Era de Ouro, que haviam sido esquecidos pela DC, mas que foram resgatados por Roy Thomas em 1981 e durou até 1987.

Mesmo com o término da série de quadrinhos a não permanência na nova Liga da Justiça, o personagem não será esquecido.

A nova linha de bonecos da DC Direct, há uma action figure do Homem Borracha, com design de Alex Ross e com peças removíveis, como os braços e as pernas, para mostrar um pouco de seu poder. Pelo menos é melhor que aquele bonequinho do Super Powers, onde você apertava as pernas para o pescoço subir (que merda!).

A DC também produziu, até o momento, oito volumes DC Archives Plastic: Man, resgatando todos os trabalhos de Jack Cole nas revistas Police Comics e Plastic Man, dos anos 40, em capa dura e edição de luxo!

A última novidade é o piloto do novo desenho do Homem Borracha, que a Warner produziu para a Cartoon Network. Com direção de Andy Suriano (designer de personagens da animação Star Wars: Clone Wars) e Tom Kenny (a voz original do Bob Esponja) dando vida ao personagem. Pó! Tirando o Batman e o Superman, pela DC, que super-herói tem seu desenho próprio e pela segunda vez? O céu é o limite! É legal conferir, também, o blog de Stephen DeStefano, responsável pela arte do piloto.

Depois dessa atualização dos fatos que ocorreram com o super-herói mais maleável que existe,durante esses 65 anos de resistência, Falar mais o quê?

Boa sorte nessa nova jornada!

:: UAU! Hoje, dia 14 de setembro, comemoramos 20 anos do lançamento do site https://t.co/ATRXN4js2w. Muita água rolou debaixo desta ponte ao longo dos últimos anos. Deu risada, deu briga, deu casamento. Mas deu, mais do que qualquer coisa, muito orgulho, isso sim.
:: Gente, tudo bem? Tamos vivos aqui, tá. E nos cuidando. Aproveitando #tbt, olha o crossover de @thiagocardim e @rpichuebas que rolou neste episódio do @imaginasepega! #tomevacina #VivaOSuS #usemascara #ForaBolsonaro
:: RT @AnimaSomPod: Faça como o @thiagocardim e contribua também com nossa campanha do @catarse! 😄 Nos ajude a bater a meta de R$ 500 e tenha…
:: ...e olha só que o filho da @francineguilen e do @rpichuebas chegou no Twitter. Segue lá!
:: RT @imaginasepega: Não importa se você é padawan ou mestre Jedi. Este episódio do #podcast @imaginasepega é pra você, homenagem ao #StarWar…

Quem Somos | Ajude a Divulgar A ARCA!
A ARCA © 2001 - 2007 | 2014 - 2021